quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Võo imperfeito


Vôo imperfeito

Eu construiria andaimes pra subir em minhas ilusões
e de lá despencar com uma lata de tinta da cor da minha dor!

Sob a velocidade derradeira...
e...
...em queda livre, eu mancharia minhas asas de veludo dolorido e avermelhado, para que se misturasse ao azul do céu.

Vôo imperfeito, frágil, derretendo como açucar num azul topázil

Silencioso... como as minhas tentantivas em extinguir seus desejos...

Na outra mão, fechada, eu guardaria as lágrimas derramadas no instante segundo em que passou a minha vida antes de me entregar ao vento!

Não me falta mais nada...

Apenas o andaime perfeito...
e a lata de tinta que escondi de mim mesmo!


Ed França
Anjos Poemas

2006.

. no som: Interpol _no I in threesome;
. na foto: acrílica sobre tela, de Ed França, 1996. ( 10 x 15 cm) ;
. no texto: "vôo imperfeito" , do livro Anjos Poemas, 2006, de Ed França;
. no tempo: descrença absoluta pós decepção amorosa. eu nasci é pra ficar sozinho mesmo...impressionante!!..e como a letra diz, não existe EU num triângulo amoroso...
Celebremos a solidão!!!...( melhor que ficar com quem não gosto...)

.
.

3 comentários:

fred disse...

parabens pelo trabalho

du caralho

fred o cara dos comandos em ação

andrea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andrea disse...

"Não me falta mais nada...

Apenas o andaime perfeito...
e a lata de tinta que escondi de mim mesmo!"

Lindo, profundo e lírico. Ainda bem que se algo está escondido pode ser achado novamente, né???

Bjos.